Pastor você tem conduzido seu rebanho para os braços do Pai?

“Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR. Portanto assim diz o SENHOR Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR. E eu mesmo recolherei o restante das minhas ovelhas, de todas as terras para onde as tiver afugentado, e as farei voltar aos seus apriscos; e frutificarão, e se multiplicarão. E levantarei sobre elas pastores que as apascentem, e nunca mais temerão, nem se assombrarão, e nem uma delas faltará, diz o SENHOR.” (Jeremias 23:1-4)


Muito se tem visto nos últimos anos, a falta de pastores que realmente conduzem seu rebanho ao caminho da verdade, que se empenham a ensinar verdadeiramente a palavra de Deus, o Evangelho de Cristo. Deus coloca pessoas aos cuidados da igreja, e o que temos visto não generalizando, é que essas pessoas em nada crescem em relação ao verdadeiro conhecimento de Cristo, de seus ensinamentos, muitos não conhecem a fundo a história de Jesus realmente. Sabem apenas o que a igreja acha que é necessário, ou seja, quase nada. Não temos visto na igreja de hoje, grandes homens com conhecimento e discernimento que nos prendam a atenção.

Vivemos uma mesmice, uma mesma pregação, uma mesma história e pouco se aprende na verdade. Se formos buscar a fundo, junto a membros de diversas denominações, quem foi verdadeiramente Jesus, o que iremos ouvir é que “Ele foi o filho de Deus, veio para morrer pelos nossos pecados, fez diversos milagres, ressuscitou pessoas, morreu na cruz para nos salvar, ressuscitou ao 3º dia, subiu aos céus e está a direita de Deus Pai. Com certeza tudo isso é fato, é real, mais Jesus é só isso? A sua vinda representou apenas isso?

Creio que a maior razão pela qual Cristo desceu dos céus, não foi para morrer por nossos pecados; o morrer foi uma consequência da qual Ele não poderia se desviar, mais o verdadeiro motivo está relatado no livro de João 3:16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”, Amados foi por amor, essa foi a razão maior, esse ato único que Deus demonstrou por nós é a resposta do porque.
Deus é o pastor único; quando no livro de (Ezequiel 34,11-16) o Senhor diz: “Porque assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu, eu mesmo, procurarei pelas minhas ovelhas, e as buscarei. Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que está no meio das suas ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas; e livrá-las-ei de todos os lugares por onde andam espalhadas, no dia nublado e de escuridão. E tirá-las-ei dos povos, e as congregarei dos países, e as trarei à sua própria terra, e as apascentarei nos montes de Israel, junto aos rios, e em todas as habitações da terra. Em bons pastos as apascentarei, e nos altos montes de Israel será o seu aprisco; ali se deitarão num bom redil, e pastarão em pastos gordos nos montes de Israel. Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor DEUS. A perdida buscarei, e a desgarrada tornarei a trazer, e a quebrada ligarei, e a enferma fortalecerei;” podemos ver que desde aquela época muitos eram os pastores que cuidavam apenas de si mesmos.

Ezequiel refere-se a estes como pastores infiéis, devido a isso Deus fala através de Ezequiel já profetizando que viria o pastor dos pastores, aquele que acolhe a todos sem distinção, um bom pastor, que dá a vida pelas ovelhas, que cuida, que está ao lado a todo momento, mesmo estando ausente de corpo, está mais próximo em espírito do que muitos de corpo presente, e esse pastor chama-se Jesus Cristo.

Assim como nos dias de hoje muitas ovelhas se encontram nessa mesma situação e dimensão que Deus diz nos versos 6 e 8 “As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e por todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andaram espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem perguntasse por elas, nem quem as buscasse. Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que, porquanto as minhas ovelhas foram entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas; e os pastores apascentaram a si mesmos, e não apascentaram as minhas ovelhas;” A pergunta é: qual a diferença para igreja dos dias de hoje sem generalizar é claro? Embora não conheça ainda uma sequer, que seja conforme o que Deus deseja e ordena que se faça, creio que muitos são os homens que buscam incessantemente o título de pastor, e quando conseguem ou alcançam, seja por ser chamado por Deus, por mérito, ou ainda por indicação, muitos se perdem no caminho sem saber o que fazer a partir desse momento.
Amados na minha opinião, e de muitas pessoas que conheço, ser pastor não é como ter uma profissão secular, onde você exerce a sua função 8 horas por dia, 5 dias na semana, descansa após as 18:00 horas de sexta e retorna na segunda-feira.

Ser pastor é um ministério que deve ser exercido integralmente, 24 horas por dia.

Não conheço relato onde Jesus tinha hora marcada para atender o povo, não vejo Pedro descansando aos sábados domingos e feriados, e muito menos o apostolo Paulo reclamando que está cansado, com muita tribulação, exausto ao ponto de não poder atender uma pessoa que seja? Ser pastor 1, 2, 3, 4 dias na semana, apenas 3 a 6 horas é fácil, mais isso não é ministério pastoral, se estou enganado, gostaria que me mostrassem na bíblia onde está descrito essa forma de atividade pastoral, seja no antigo ou novo testamento.
Deus se levanta contra os maus pastores, infiéis, egoístas, apegados mais as suas próprias preocupações, e negligentes ao servir o seu rebanho. Deus chega ao ponto de destituir esses pastores quando diz no verso 10 “Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu estou contra os pastores; das suas mãos demandarei as minhas ovelhas, e eles deixarão de apascentar as ovelhas; os pastores não se apascentarão mais a si mesmos; e livrarei as minhas ovelhas da sua boca, e não lhes servirão mais de pasto.” Que modelo de pastor você é? Que modelo de pastor você segue? Que pastor você deseja ser? O que apascenta, cuida, se preocupa, ensina, e dá o verdadeiro alimento? Ou o que se preocupa mais com si mesmo? Jesus é o bom pastor, e Ele tem sobre a terra bons pastores, e deseja levantar outros, você pode ser um destes grandes homens que farão a história. Aos que se conduzem erroneamente, caminhando com seus próprios pensamentos, ainda há tempo de parar, rever seus conceitos com relação ao ministério pastoral, arrependa-se, confesse suas negligências ao Senhor, peça sabedoria, força, e definição do seu chamado, e se chegar a conclusão de que não tem certeza de ter sido separado para tal, deixe-o e procure realizar no reino o que realmente Deus tem para sua vida ministerial.
Ovelhas buscam em seus pastores, não só uma palavra de conforto, mais uma segurança. Buscam também conhecimento para ir bem sobre a terra, para isso se faz necessário pregar o evangelho de Cristo, precisamos falar do único que pode nos dar a vida eterna, Jesus não só tira os pecados do homem, mais principalmente é a porta para vida eterna.
O Pai diz no verso 31 “Vós, pois, ó ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto; homens sois; porém eu sou o vosso Deus, diz o Senhor DEUS.” Creia que só através do conhecimento genuíno da palavra, da verdadeira doutrina do Senhor, conseguimos discernir a Sua vontade em nossas vidas.
O apóstolo Paulo diz em Efésios 4:11 “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,” Deus nos concedeu dons especiais, e individuais, para que o Reino de Deus se estabeleça até a vinda de Cristo, é assim que a igreja tem sido edificada, falo a você que possui um desses dons que Paulo menciona, que você verdadeiramente exerça seu ministério com afinco, força, dedicação, fidelidade, e principalmente amor. A responsabilidade da igreja é ir, pregar, ganhar almas, “CONSOLIDAR” e só depois enviar.
Oremos sem cessar para que haja um derramamento de poder, um mover sobre a igreja trazendo vida, ação, e resultados de salvação.

Pastores prestem atenção, consolidar sua ovelha na palavra, significa passar o máximo conhecimento sobre a pessoa de Jesus Cristo e seus feitos, ensinando que só ele salva, cura, liberta, e é o único que leva alguém a salvação.

A bíblia diz que não é através de Abrão, Moisés, Davi, Salomão, Isaías, Jeremias, Daniel, Ezequiel, Pedro, Mateus, Lucas, João, Paulo ou qualquer outro que se tem acesso ao Pai, é necessário conhecer o que cada um desses Homens de Deus e Profetas fizeram para que o Reino de Deus se estabelece-se, mas esse ensino deve ser secundário, primeiro o Evangelho de Cristo, foi Ele quem disse e ordenou.
“Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.” (Mateus 22:29), Precisamos conhecer as escrituras, precisamos saber mais sobre Jesus, senão, como você irá pregar a palavra sem conhecimento? Jesus foi muito claro em sua ordem “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. (Marcos 16:15-16)” Pregai o (EVANGELHO), e ensinai ao corpo da igreja toda palavra de Deus, deu para entender?
Finalizando, espero que o Espírito Santo derrame nesses últimos tempos uma unção diferenciada de amor, responsabilidade, coragem, determinação e temor a Deus sobre todos os pastores que se encontram sobre a terra, e todos aqueles que verdadeiramente hão de ser levantados por Deus, para apascentar seu rebanho até que Jesus volte.
Com amor do Pai e Cristo Jesus, Maurio Maciel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *